sexta-feira, 26 de abril de 2013

Ensina-me


Tranquei a sete portas e trinta muros -os mesmos da minha idade - tudo quanto numa só noite me ensinaste.
O tempo não volta mais, e a saudade da minha falta de compreensão aumenta.
Quebro-me em todos os estragos feitos em mim e por mim.
Janela aberta ao mundo, fugaz e esguia pelo peso morto que é novamente saudade. 
Ensina-me a ser gente, a perdoar a dor e o amor também e a seguir simplesmente em frente...
Amor que se quebra em choro miudinho sabes?
Ensina-me a ser gente...
Ensina-me...

domingo, 21 de abril de 2013

sábado, 20 de abril de 2013

Love


Rosa Lobato de Faria


"Quero dar-te a coisa mais pequenina que houver
bago de arroz
grão de areia
semente de linho
suspiro de pássaro
pedra de sal
som de regato
a coisa mais pequena do mundo
a sombra do meu nome
o peso do meu coração na tua pele".

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Do vento


                                                                                              ...não estar só...

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Querer



                                                                                            Bem-me-quer, 
                                                                                             Mal-me-quer.

Há perguntas difíceis!


segunda-feira, 8 de abril de 2013

A casa - P.L.


                                      " A casa da saudade chama-se memória: é uma cabana pequenina a um canto do coração."

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Nada

  
                                                                            E nada  na extensão do sentimento.
                                                                          Ausência de retorno na incompreensão.